Dia 94

A manhã começou com um tema curioso, a tarde chegou apresentando uma escolha difícil, e encerrou com uma pseudo decepção. Ah, e uma coisa estranha aconteceu de noite.

Quer saber a história?

A aula de manhã, em Videogame Design and Programming, foi show de bola. Falamos sobre “Procedural Content Generation”, ou como criar conteúdo de modo automático para o jogo. Não é algo fácil – se pretendemos fazer um RPG, precisamos entender exatamente o que o jogo pode criar aleatoriamente, e como fazê-lo ter algum sentido. Por exemplo, podemos criar cavernas a serem exploradas (Rogue, Binding of Isaac).

Outro método de usá-lo é para criar vegetação, especialmente se o “aleatório” segue alguns padrões. Árvores não são exatamente iguais umas às outras, mas possuem características que alguns algoritmos imitam razoavelmente bem.

Um terceiro exemplo, para criar mapas. Isto é, terrenos, com elevações, mares, recursos espalhados… Algumas garantias podem ser necessárias (como ter uma distribuição quase uniforme de ouro em Age of Empires), mas deu pra ter uma ideia.

Finalmente, caso possível, podemos criar níveis completos com a geração automática. Porém não fazê-lo no produto final – Durante o desenvolvimento, geramos alguma coisa, e aprimoramos. Neste caso, o conteúdo aleatório é usado como inspiração para um produto final, um ponto de partida.

Claro, o professor comentou um pouco sobre a teoria de como gerá-lo, mas foi algo bem superficial.

Bem, não envolveu uma linha de código.

Em seguida, uma escolha: Assistir ao workshop de efeitos especiais e animações, ou à aula sobre Verilog?

Olhei os horários, e fiz minha escolha. O que fosse possível, eu veria do workshop. Ao bater o horário, aula de Verilog (uma linguagem de descrição de hardware – AKA, um jeito de escrever como se comporta um sistema eletrônico).

O workshop estava divertido – começamos pegando um efeito com partículas e transformando-o em uma explosão. Bem legal 😀

Por outro lado, a aula de Verilog…

… se tornou uma aula sobre as tecnologias de produção.

Não é que a aula foi ruim – muito pelo contrário – mas eu estava esperando algo levemente diferente. O professor falou sobre os diversos métodos de projetar e desenvolver um sistema embarcado (componentes discretos, que vc pode comprar nas lojinhas de eletrônica; FPGAs genéricas, onde prototipagem e produto final podem ser feitos – e até mesmo patches, se necessário – ou ASICs, circuitos integrados desenvolvidos especificamente para o seu projeto!). Vimos vantagens e desvantagens de cada um deles, incluindo o preço. Um protótipo de ASIC pode custar algo na faixa de um milhão de euros – é bizarro que o protótipo valha muito mais que o trabalho das pessoas envolvidas. Eu realmente não entendo como se chega a esse preço 😦

Finalmente, acompanhamos um estudo de caso. Um projeto de atualização de um sistema já no mercado (equipamento de processamento de sinais para estação de rádio base.) cujo maior objetivo era ver a viabilidade entre ASIC e FPGA frente ao produto existente, com componentes discretos. Bem interessante o projeto, cheio de coisas a analisar (preço dos fabricantes, tempo de produção, expectativas e tendências de mercado…). Não era Verilog, mas foi um substituto bem legal.

Durante a aula, conversei um pouco com o Jude, amigo do Martinitt. Ele é um dos estrangeiros que conhecemos por lá, nigeriano. Ele perguntou se eu estava falando com o Pato e companhia, e expliquei pra ele que, embora tentasse, fazia algum tempo que não os via (última vez que nos reunimos todos foi… ahm… bem… é, não foi. desde que saímos do Martinitt, não nos encontramos todos juntos ainda). Ele comentou que essa semana é o aniversário do Vitor e que todos deveríamos ir na casa dele comemorar.

E é aqui que aconteceu a coisa estranha. Quando cheguei em casa, olho no celular e tem uma chamada perdida.

Vitor

Retornei a ligação e beleza. Festa de aniversário na sexta-feira.

Se foi coincidência ou não, quem saberá?

Anúncios

~ por nesello em 2014 12 03.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: