Dias 80 e 81

YES aula!

YES viagem!

YES cartinhas!

Após acordar atrasado, chegar atrasado na aula, e ainda assim pegar quase tudo sobre a história dos videogames, acho que consegui um novo achievment na vida.

Basicamente voltamos no tempo em que se usavam osciloscópios pra jogar tênis de mesa (Por favor algum professor na UTFPR leia isso e faça um projeto para recriar essa maravilha!), até o lançamento do trio Wii, PS3 e xBox360.

Passando por [quase] tudo que teve no meio.

Depois, fomos para uma sala de espera trabalhar no projeto do jogo. Como meu grupo (até o presente momento eu e outro piá) ainda não havia chego, fiquei jogando…

Quando ele chegou, o trampo começou de verdade. Cada um explicou sua visão sobre o conceito que ele propôs, e tivemos um pequeno momento criativo de “coisas que podemos usar para criar nosso jogo”. Não se preocupem, vou trazendo novidades conforme elas forem ficando prontas. Todos os grupos deverão manter um Blog do Desenvolvedor sobre seus jogos, assim que tiver algum conteúdo, passo aqui e linko ele.

Na oficina de unity, hoje desenvolvemos um protótipo em 3D. Assim que o meu estiver um pouco melhor trabalhado, trago aqui para vocês verem. Só avisando: não esperem muito não 😀

Ah, também conhecemos nossa nova colega de equipe! Ela é italiana, e sabe um pouco de programação e de modelagem 3D, então é um híbrido para o grupo. Como ela estuda na Statale (Università degli studi di Milano – mas toda università degli studi é Statale), não pode ficar sobrecarregada.

Sem problemas, todos trabalhamos em conjunto!

Ao final, quando voltei pra casa, decidi concluir meus planos de viagem. Chequei o Facebook e nenhuma resposta.

Ok, SoloTRIP! Fechei a reserva do hotel e é isso! Agora estou com hotel, transporte e o que fazer já planejados.

Sério, isso será épico!

Depois, dou uma olhada nas cartas que quero comprar e nos decks que estão tendo bons resultados.

Começo a repensar minha decisão de deck, pouco antes de ir dormir…

Na quarta-feira, as coisas acontecem devagar. Leio, analiso, faço comparações de preço e de afinidade…

Ao final do dia, está decidido. Compro uma lista de 40 cartas, aproximadamente. É com elas que vou para o torneio aqui em Milão. Ok, decidi, são essas as cartas que quero comprar. E agora, como pagá-las?

Se fosse no Brasil, comprando na Liga Magic, um depósito bancário na conta do vendedor é o método que eu prefiro. Não é tão prático, mas é simples e eficaz (dado que ambas as partes sejam honestas). Outro que gosto bastante é o boleto bancário, mas esse é mais profissional.

Aqui no MagicCardMarket, eu também posso fazer um depósito – na conta do mercado que, então, irá depositar na conta do vendedor. Ah, fazer transferências entre contas é diferente, um dos motivos é a moeda única. Todas as contas possuem um número exclusivo (ou seja, não preciso informar banco, tipo de conta, agência, etc). Isso ajuda, mas o Market pede que algumas informações específicas sejam colocadas, como anotações. Embora meu italiano e meu inglês deem para o gasto, ainda assim transações bancárias estavam fora do vocabulário.

Bom, por enquanto o jeito é esperar. O banco vai finalizar a transação e depois o MCM vai encontrá-la e fazer aquilo que deve.

Só espero que isso aconteça antes do final de semana.

Anúncios

~ por nesello em 2014 11 16.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: