Dias 39 e 40

Chegou o último dia.

Não pera, ainda faltam 11 meses pra eu voltar. Esse é o último dia no Campus Martinitt.

Já havia passado da hora de ficar enrolando essa mudança. Recolhi as toneladas de coisas, picotei todos os papéis inúteis, guardei as poucas roupas que ainda estavam no quarto e ajudei o Leo a fazer o mesmo (ele tb se mudou hj). Dá uma trabalheira do caramba. No final, fiquei com um monte de coisas pra carregar, mas nada comparável às três malas que o Leo, com ajuda do Vitor, Lívia e Gustavo, levou. Bem, meu AP é fácil de chegar, então foi tranquilo fazer duas viagens pra carregar tudo.

Se eu fosse numa viagem só, teria que vestir uma armadura completa de mochilas, sacolas e etc.

Bom, cheguei. Do pessoal no AP, só ainda não conheci uma pessoa (conheci hj meu colega de quarto – cujo nome já não lembro :X).

Tenho que comprar um cobertor e alguns cabides, talvez coisas para o frio.

À noite, fui com a galera do alojamento num aperitivo super top, Old Fashion. Não levei muito a sério o uso da palavra fashion no nome do lugar – minha camiseta que o diga – então me senti totalmente fora de contexto, frente a uma galera trajando roupas mais elegantes (bem, ao menos não fui com camiseta dos simpsons). Como ficamos só pra comida (mesmo com o burrão aqui comprando a entrada com drinks), voltamos pra casa razoavelmente cedo.

Na quinta-feira, um dia de felicidade extrema com o Gustavo, Lívia e Vitor: Depois de muito penar, eles encontraram um apartamento e se preparavam pra mudança! Fazia tempo que eu não via eles rindo assim 😀

Ajudei eles a arrumar as coisas (afinal, tinha comida e mais tudo o que compramos para sobreviver no Martinitt) e a fazer a mudança. O local do apartamento é bem agradável, no segundo andar de um prédio perto de Porta Romana. Sinceramente, enquanto eu encontrei um lugar pra morar, eles têm algo pra chamar de casa. Não que eu ache ruim onde moro, mas ainda não conheço meus companheiros bem o suficiente pra me sentir extremamente à vontade. Minha esperança é que isso mude nos próximos dias.

Pra jantar (e estrear a cozinha deles), cozinhamos macarrão alfredo. Bem, a receita que seguimos (dificilmente vocês vão encontrar no google pois é um link italiano, então estou deixando aqui). Extremamente simples e prático de fazer, mas com um porém:

Meio quilo de manteiga.

As primeiras garfadas estavam deliciosas, todos comendo e se divertindo juntos. Mas conforme o prato foi avançando – e pesando – percebemos que havíamos feito comida demais. Eles deixaram que eu levasse os restos para casa (“Não vou comer essa poça de gordura” *risos*), e assim tudo acabou bem.

Bom, ao menos tenho comida pra sexta-feira.

TL;DR: Estou no AP definitivo, a galera encontrou um AP bem legal pra morar, e macarrão alfredo é para os fortes, apenas.

 

Anúncios

~ por nesello em 2014 10 05.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: