Dia 38 (ou como rootar e modificar as APNs do samsung galaxy s3 mini GT-i8200 sem se ferrar)

Último dia de setembro, Welcome Week rolando, e o que eu fiz hoje?

Dica: tem a ver com virus, internet, e um telefone ao meu total comando.
AVISO: ESTE POST CONTÉM LINGUAJAR TÉCNICO, INFORMAÇÕES TÉCNICAS, E OUTRAS COISAS COMUMENTE ASSOCIADAS A NERDS.

Desde que comprei meu telefone-que-funciona aqui na Itália, eu quero utilizá-lo como ponto de acesso WI-FI para os outros aparelhos (tablet, telefone-que-não-aceita-chip…). Achei que seria tudo uma maravilha, até o momento que descobri:

que o compartilhamento de internet não está incluso em nenhum plano

que a operadora cobra exagerados 4 euros por dia de compartilhamento

que isso simplesmente acontece com todas as operadoras

Hey, eu estou pagando por um pacote de dados, por que não posso utilizá-lo com meus outros dispositivos? Conclusão final: Tenho que mexer no meu aparelho.

Pra começar, descobri que a Vodafone configura, nativamente, 4 Acess Point Network nos telefones:

mobile.vodafone.it – APN padrão para acessar a internet
wap.omnitel.it – utilizado por alguns telefones (mais antigos, imagino)
mms.vodafone.it – APN para transmitir MMS – mensagens com foto. Sério, alguém alguma vez usou isso?
web.omnitel,it – Finalmente, o APN-problema, específico para o uso do Tether.

Basicamente, toda vez que ligo a função “Tether” do telefone – que transforma ele em um “modem 3G”, roteando wi-fi – a rede detecta o meu acesso e me cobra 4 euros. Fui fuçar na internet e encontrei as seguintes soluções:

Ligar para a Vodafone e pedir para eles desabilitarem a conexão na rede web.omnitel.it (impedindo o celular de efetuar o Tether, a menos que eu encontrasse onde mudar o acesso do tether)
Remover na marra o APN.

Adivinhem qual opção eu escolhi?

Pra começar, procurei no google [onde mais né?] um jeito de deletar os APNs travados no celular pela operadora. Cheguei a este link, que basicamente me disse para:

Baixar dois aplicativos (que estão no Google Play, então são confiáveis)
Dar permissões de root para um deles (leia-se: dar acesso geral ao telefone para um deles)
Utilizá-lo para tornar o outro um aplicativo do sistema
Finalmente, utilizar o último para mudar as configurações de APN do telefone.

O problema estava no “Dar permissões de root”. Normalmente, usuários comuns de telefone celular não precisam desse tipo de poder sobre o telefone para utilizá-lo. Basta comprar o telefone e, de fábrica, tudo que você precisa já está ali, configurado perfeitamente para funcionar.

Bem, funcionar de um jeito que eu não queria. Então, a sequência de buscas seguinte (e essa que demorou cerca de uma semana pra ser concluída) envolvia “Como ‘rootar’ o Samsung Galaxy S3 Mini GT-I8200”. Vejam que a busca é BEM específica. O motivo principal é que as aplicações que dão acesso root ao telefone precisam trabalhar com falhas na segurança do aparelho, literalmente atacando as medidas de proteção dele. Tentei duas aplicações diferentes até encontrar uma que conseguisse fazer o esperado.

Seguindo as instruções deste tópico de um fórum de desenvolvedores, procurei o tal do VRoot para liberar super poderes no meu telefone. Eis que a merda aconteceu. O primeiro link do google sobre o Vroot leva a esta página, que supostamente permite o download da versão desejada. Baixei a dita-cuja e BAM. Ao instalar, esta pergunta se você também quer instalar um outro serviço de buscas no navegador.

Yup, eu fui pego por um trojan. Um malware. Um programa de computador malicioso com objetivos supostamente lícitos. Decidi ignorar, por enquanto. Primeiro o telefone, depois eu salvo o windows.

Bom, voltando ao telefone, encontrei (depois de uma bela hora de buscas no google) este link que me levou ao download oficial, real, e sem browser hijackers malditos (sim, o malware é só irritante, aparentemente). Com isso foi fácil. Instalei o programa (que – OMG – tinha um wizard de instalação diferente) e show de bola, tudo OK no telefone. Em questão de minutos o bixinho estava rooteado. Para concluir, infelizmente o root instalou dois apps estranhos no telefone (caracteres chineses. não sei ler, sei lá oq são essas coisas), mas o guia que estou seguindo também comenta como se livrar desses programas. Fácil fácil.

Uma vez com o telefone “rootado”, meti bala na remoção de APNs. Anotei a que me interessava e, após deletar todas, restaurei a que eu tinha anotado (a de acesso básico à internet). Finalmente, para garantir, utilizei o aplicativo sugerido por este blog para reconfigurar o jeito que o telefone efetua o tether. Pronto, show de bola. No final, ficaram os seguintes aplicativos instalados no meu telefone:

Tether Unlocker
Kinguser
APN Backup & Restore
Link2SD

Com isso resolvido, hora de desinfetar o computador. O trojan do lazarento instalou, até onde eu consegui ver, dois programinhas BEM irritantes. O Groovorio.com e o istart.webssearches.com, dois lazarentinhos que modificaram a minha página inicial, meu buscador padrão e as novas abas. O primeiro foi razoavelmente fácil de remover. Nenhum mecanismo de auto-replicação (até agora) ou rastro dele no navegador sobrou. Basicamente, cliquei no buscador padrão da barra de buscas (mais precisamente, na setinha ao lado) e cliquei na opção “organizar pesquisas”, que me permitiu remover o buscador malicioso. Abri também as configurações de página inicial, para tentar me livrar do istart.webblablabla.

Mas esse foi pior.

Junto com ele, um programa de proteção foi instalado. Não interessava a página que eu colocasse ali, o navegador simplesmente carregava a página inicial do istart.webssearches.com. Ao conferir os programas instalados no windows, tinha um troço estranho que aparentemente tinha algo a ver com isso. Tentei desinstalá-lo, mas NOPE. Todas as tentativas de uninstall foram negadas. Parecia que o developer do outro lado estava brincando comigo.

Bem, acabei precisando baixar uma outra ferramenta para desinstalá-lo, o RevoUninstaller. Aparentemente ele conseguiu desinstalar o maldito programa, mas eu encontrei uns arquivos suspeitos nos Arquivos de Programas. Para garantir, deletei-os.

Até agora, não apareceu mais nenhum traço desses dois malditinhos. De qualquer forma, eu deveria pegar um analisador de pacotes e dar uma olhada se surge algum tráfego suspeito ou diferente.

Ainda assim, vale sempre lembrar: confira de onde vêm os seus downloads. Não posso negar que me diverti, mas deu um trabalho razoável voltar ao ponto de partida.

E foi basicamente com isso que gastei o dia. Um pouco de trabalho, emoções fortes e

Im invencible!

TL;DR: PC e celular sob controle total!

 

Anúncios

~ por nesello em 2014 10 05.

Uma resposta to “Dia 38 (ou como rootar e modificar as APNs do samsung galaxy s3 mini GT-i8200 sem se ferrar)”

  1. Bem vindo ao Windows 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: