Dia Oito

Longe de casa, a mais de uma semana………

Milhas e Milhas distante…….

Eu fico aqui sonhando…..

Voando alto, bem perto do céu.

Não, ainda não é saudades. É muito difícil sentir saudades quando você passa 12 das 24 horas do dia falando em português.

Hoje o dia começou tarde. O cansaço de ontem nos forçou a passar mais tempo na cama, de modo que quase todo o alojamento acordou perto do meio dia. Como é domingo, decidimos fazer nosso almoço. Uma ideia incrível, mas complicada: 12 bocas para alimentar é meio punk demais. Optamos por fazer um macarrão à carbonara. Nossa receita:

  • 1,5 kg de penne Barilla (0,90 de euro!)
  • 250 g de bacon (ou algo parecido que tinha por aqui)
  • 12 ovos
  • alho a gosto (não que eu goste muito, mas metade do alojamento é paulista)
  • uma caixa de creme de leite fresco (cerca de 300 ml)

Cozinhar o macarrão, refogar o alho e o bacon, bater os ovos e, com o macarrão escorrido MAS AINDA QUENTE (ou seja, não passe água nele), misture tudo. Simples, mas nada prático nas dimensões que fizemos. Como acompanhamento, tinham algumas saladas prontas muito gostosas à venda no mercado, com cenoura, alface, rúcula, milho…

Ainda assim o almoço estava bom. Eu não sou mto fã de carne de porco, então separei uma parte desta, mas não tinha muito o que fazer. O pessoal ainda comeu umas salsichas, para reforçar na proteína. Sinto falta de vaca. 😦

Depois de comer (lá pelas 4 da tarde), aproveitamos um pouco o alojamento e conversamos. Uma galera queria fazer um apperitivo, uma espécie de happy hour com buffet livre (basicamente de frios, podendo conter alguma pasta ou foccacia) e um ou dois drinks. Antes disso, Eu, Vitor, Gustavo e Leo demos uma corrida ao redor do alojamento. Estou só TOTALMENTE fora de forma. Após as 19:00, saímos para o apperitivo.

Começo a ver como grupos grandes possuem dificuldade para se movimentar e coordenar em uma via. Meu instinto é garantir que todos estejam acompanhando o grupo, ou pelo menos que eles não sumam. Uma preocupação curiosa, mas para mim corriqueira, comum. De qualquer maneira, não é qualquer lugar que pode receber um grupo muito grande. Mesas devem ser reunidas, cadeiras movidas, às vezes, pessoas devem se retirar…

Acabamos encontrando um barzinho onde conseguimos ficar, e assim começou a primeira noitada na Itália. Felizmente não aconteceram exageros, a comida do apperitivo deu uma segurada no álcool da galera (e o preço das bebidas após o “combo” também), e todos se divertiram.

Amanhã começa a primeira aula de Italiano. Todos estamos preocupados com o horário de voltar, embora as aulas comecem apenas às 09:15. O ponto ruim é que elas acabam às 14:00, num horário um tanto difícil para aproveitar para outras coisas.

TL;DR: Cozinhar no alojamento, OK. Noite em barzinho de Milão, OK.

Anúncios

~ por nesello em 2014 09 02.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: