Dia seis

Todas as manhãs são cinza.

É engraçado isso. O clima de milão está agradavelmente parecido com o de curitiba. Ameaça chover, fica nublado pela manhã, e perto do meio dia um sol de 30ºC torra todas as pessoas desprotegidas. Está anoitecendo só às 20:xx, e durante a noite um vento agradavelmente frio refresca os quartos do alojamento, trazendo consigo alguns insetos. Mal parece que saí do Brasil.

Acordei umas 9 da manhã, e aproveitei para fazer compras no mercado. Comprei um desodorante e shampoo, que já haviam acabado os meus do brasil, e algumas comidas, particularmente café da manhã. Uvas são deliciosas e baratas por aqui. Maçãs também. Ao voltar para o quarto, comi alguma coisinha e, conforme o pessoal ia acordando, decidimos o que fazer. Algo urgente para mim era o cartão ATM (Azienda Transporti Milanesi) e o permesso di soggiorno, que fomos logo fazer – os correios fecham às 14:00, então é melhor ir cedo. Tudo muito tranquilo, a agência da ATM estava cheia, o que deu tempo para preencher a papelada, tirar foto, etc. Pagamos uma fortuna em xerox para o permesso, 2 euros e 40 cents para copiar 8 folhas de papel. Mas foda-se, essa parada é um tanto urgente. Na agência dos correios ficamos mais ou menos uma hora, até todos (eu, Gustavo, Lívia e Leo) serem chamados e atendidos. De lá saímos, encontramos a Nicole, o Yves, a Cris, o Busone e um outro rapaz (Felipe, eu acho) do alojamento deles. Nomes demais para a minha cabeça. :X

Eles estavam em uma loja da Wind fazendo um plano de telefonia. Matamos uma meia hora ali enquanto combinamos com o Vitor (que estava dormindo) de nos encontrarmos na piazza del Duomo. Almoçamos uma pizza fast-food-like perto das duas da tarde. Neste momento o pessoal decidiu entrar no Duomo. Eu não pude, Processamento Digital de Sinais precisava da minha atenção.

O trabalho em si não foi ruim – o que eu conseguia fazer era mais teórico, pesquisar conceitos e pá – mas depois veio um “Não sei o que fazer” que começou a pesar. Ficar sozinho é bom, mas aqui dá uns apertos meio preocupantes, pelo menos para mim. Acho que, embora essa cidade me lembre curitiba, em CTBA eu tenho uma ideia de coisas que rolam fazer. Aqui tudo é muito diferente, as pessoas se comportam de um jeito diferente, se movem de um jeito diferente, falam de um jeito diferente… Tudo aterrorizante e, ao mesmo tempo, fascinante.

Pelo menos uma coisa boa consegui fazer. Hoje vou dormir cedo, recuperar umas horas de sono que foram desaparecendo aos pouquinhos na semana.

E quem sabe o que vai acontecer no FDS…

TL;DR: Agora já dá pra ficar em Milão!

Anúncios

~ por nesello em 2014 08 31.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: